Criar uma Loja Virtual Grátis
Pequenos passos de poesia
Pequenos passos de poesia

 

Obra de minha grande amiga

Veralucia Vale

 


 

 

A valsa do bêbado  (Veralucia Vale)

 

Que coisa estranha

Andando sozinho

Falando baixinho

Impropério vulgar

 

Vem lá

Vem cá

 

Tentando encontrar

Algum parafuso

Perdido na mente

Que falta de ar

 

Empurrando pra frente

Jogando pra trás

Que estranho passo

 

É valsa de bêbado

Que gira e que roda

Sem luz e sem paz

 

 


 

 

Conceito (Veralucia Vale)

 

Viver é sorrir

É pensar no amanhã

É gostar de todos

Sem se desgostar

 

Viver é parar

Para pensar

Na melhor maneira

De se ajustar

 

Viver é caminhar

Sereno sorrindo

Pensando na vida

Com muito amor

 

Viver é saber

Encontrar em tudo

Um motivo

Para se alegrar

 

Se você não sente

A vida assim

Então pra você

Acabou ruim

 

 

 


 

Postado: 17/06/2015

Texto: Veralucia Vale

Fotografia: desconhecida

 


 

Todos direitos reservado 

 

Seu primeiro livro de poesias.

Em breve estar chegando novo exemplar.