Criar um Site Grátis Fantástico
O Arco Íris e seus Tesouros
O Arco Íris e seus Tesouros

 

 

                 Certo dia na estrada da cidade João Pessoa á Natal, com Seis passageiros no veículo, contrariando as normas de transito. Três adultos e Três crianças foi uma viagem alegre, pelo menos era minha opinião, porque desentendimento de família é interessante, agente briga mais se ama, é isso que acho que ficamos mais unidos, pois na realidade eu poderia dizer que foi inesquecível. Apesar dos pesares,

                   O motivo é que estava um dia lindo, acabara de chover, o céu estava deslumbrante.    Dizem que no final de um Arco Iris, existe muitos tesouros, histórias populares que vem de geração em geração.

 

 

                   Sem nos dar conta, havia se formado um grande Arco Iris, ficamos encantados, o melhor é que uma das pontas do arco que terminava no meio da estrada e foi exatamente onde estávamos. Foi lindo, coisa de outro mundo, Isso só existe em cinema, tudo ficou colorido: as pessoas, o carro, a estrada, eu abria as minhas mão pra ver o colorido e se isso era real. Isso só acontece uma vez na vida. Foi uma felicidade geral. 

                        De repente surgiu à ideia de procurar os tesouros, procurar de baixo dos bancos, pode uma coisa dessas? E na brincadeira até no porta luvas do carro. Mais o que me deixou surpreso foi à felicidade que estava estampado na cara de todos. Percebi que não precisava procurar por tesouro nenhum, porque os tesouros não precisam ser achados, às vezes agente procura a tal felicidade e, no entanto não percebemos nada, não vimos nada, o colorido da felicidade estar bem diante dos nossos olhos e procuramos o que não estava perdido, o meu tesouro. Aliais os meus tesouros. O que realmente que existia, estavam ali, bem diante dos meus olhos. A minha família. São lindos todos eles, todos coloridos. Felizes. Ne não? Esses são meus tesouros, e não tem preço, são infinitos. Lógico!

 

 

E seus tesouros? Já olhou pra eles hoje?

                         Lembre-se que o Arco Iris pode ti procurar, para ver se você vai enxergar um pouco mais longe.

 

Corte Saldanha

 

Este escrito é pagina do livro do mesmo autor

Todos direitos reservados 


 

 

Dias de Chuvas

Escrito em Fevereiro/2012